O maior inimigo das suas conquistas

war-469503_640Faço aula de balé desde os meus 17 anos. Não comecei numa idade propícia para me tonar uma bailarina profissional, mas faço por hobbie.

Amo dançar. Quando danço parece que o mundo para, esqueço-me de todas as situações externas e tenho um encontro comigo mesma, e neste encontro há apenas um objetivo: superar limites. E quando falo em limites, é algo muito subjetivo, cada um tem o seu.

Na sala de aula encontramos bailarinos superiores e inferiores – em nível de técnica- que nós mesmos e se eu ficar olhando para o outro e me achar inferior, ou pensar: Porque ele consegue fazer isto e eu não? Eu estarei fora do foco, eu não estarei buscando superar os meus limites, mas sim, tentando ser igual ao outro.

Mas eu não posso querer ser igual ao outro, porque eu sou EU, eu sou ÚNICA e tenho as minhas limitações, que para o outro podem ser fáceis, mas para mim não são.

Certa vez, me perguntaram (relacionado à dança): Thaís, você é competitiva? Respondi: Não! Apenas quero ser melhor que eu mesma, sempre!

Durante toda a nossa vida, principalmente na área profissional, devemos focar em superar os nossos limites, e não competir pra ser melhor que o outro.

Seja HOJE melhor do que VOCÊ foi ONTEM.

Porém, nesta luta diária, nosso maior aliado somos nós e nosso maior inimigo também somos nós.

A todo o momento nossa mente quer nos levar pra baixo, tentando nos igualar as conquistas dos outros, a capacidade dos outros, nos fazendo pensar:

– Porque ele consegue e eu não? Porque ele conseguiu tal promoção e eu não? Porque ele conseguiu tal emprego e eu não? Porque ele tem muitos clientes e eu não? Será que sou tão ruim assim? Será que sou tão perdedor assim?

Mas você não deve permitir estes pensamentos, devemos vencer a guerra contra a nossa mente!

Certa vez, li a seguinte frase: Se você aprender a controlar a sua mente, você aprendeu tudo!

E é isto mesmo.

Não se iguale a ninguém, você é ÚNICO e tem MUITO potencial a ser descoberto! Seja você, seja autêntico!

O que você tem de diferente dos outros? O que você tem de melhor? É isto que você deve focar, é isto que você deve mostrar ao mundo.

Lute contra você mesmo todos os dias.

O que preciso fazer HOJE para ser melhor que EU mesmo? O que eu preciso fazer hoje pra ser melhor do que eu fui ontem?

Eu não sou a melhor das bailarinas, mas eu foquei no que eu tenho de melhor e dou sempre o meu melhor, tentando me superar todos os dias.

Na minha última apresentação, junto com uma turma de bailarinos experientes e que dançavam muito bem, vieram elogiar sabe o que? O meu SORRISO. Disseram assim: Mesmo que alguns outros tenham mais técnica que você, ainda assim, você é a que mais chama a atenção no palco, por causa do seu sorriso, ele transmite sinceridade, felicidade.

E sabe por quê? Porque eu não tentei ser igual aos outros bailarinos, eu não tentei ser melhor que eles, pelo contrário, eu busquei ser melhor que eu mesma, eu fui quem eu sou, eu fui autêntica.

Tenha foco.
Foque em você.
Foque no seu potencial.
Foque no que você tem de melhor.

O que você quer alcançar hoje?

Não olhe para o lado, não olhe para os outros, não olhe para as conquistas dos outros, não olhe para os potenciais dos outros, olhe para dentro, olhe para você, olhe para os seus potenciais.

Não olhe para baixo, não se sinta derrotado, não se sinta desanimado, mas olhe para frente, olhe para o que você quer alcançar e para o que você VAI alcançar e foque nisso.

1% melhor a cada dia.

Mais AÇÃO.
Menos COMPETIÇÃO.

Se você gostou do texto deixe o seu comentário e se inscreva para receber todas as novidades do blog por e-mail.

Forte abraço e boa sorte nessa caminhada!
Estamos juntos!

Thaís Araújo

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *